Archive for the ‘Cardsharing’ Category

CARDSHARING TELEMONICA 6 LOGINS GRATIS

novembro 24, 2010

ATENÇÃO PRIMEIRA  MÃO   6 LOGINS CS TELEMONICA EXCLUSIVO

LOGIN VIA CEU teste up decoders lovebox

agosto 22, 2010

via embratel status on



liberado via msn  teste 1 hora

TESTE 1 HORA  ANTES DE ASSINAR 

pedido  pelo mail

baratinhocomputadores@hotmail.com


 
 

LOGIN VIA CEU teste up decoders lovebox

agosto 22, 2010

via embratel status on



liberado via msn  teste 1 hora

TESTE 1 HORA  ANTES DE ASSINAR 

pedido  pelo mail

baratinhocomputadores@hotmail.com


 
 

atualizaçoes dos azamerica para usar com cabo serial e RJ45 CS Primeira mao

maio 7, 2010

Para quem quiser usar por vossa propria conta e risco, seguem algumas atualizações NÃO OFICIAIS (não liberadas no repositório do Team, porém de boa fonte) para o S806/S807/S810/S810B fazerem CS usando adaptador RS232/RJ45 (porta serial/rede):

s810b:http://www.4shared.com/file/Ha2CR06g/dongle_paketes_810b.html
S806: http://www.4shared.com/file/EpskUpM3/do … s_806.html
S807: http://www.4shared.com/file/zYz1N9Wv/do … s_807.html
S810: http://www.4shared.com/file/uV5fMfLv/do … s_810.html

COMO PAREAR CARTÃO NO AZBOX CS STATUS ON

março 1, 2010

 

COMO PAREAR CARTÃO NO AZBOX

ATENÇÃO: Para saberem todas as potencialidades deste Leitor de cartões, tais como blockers, truques de configurações e afins leiam o MANUAL até ao fim e vão ver que não se arrependem. Depois verão como isto é muito simples.

1) Que dados preciso saber para colocar o meu cartão no Azbox?

R: Os dados necessários são BoxKey (BK) e DT-06 Tipo 0D expandido (64 bytes), também conhecido vulgarmente por RSA ou N. Caso já conheçam estes dados (BK e RSA (N – DT06 expandido) podem passar ao passo seguinte.

Imaginemos que os nossos dados são estes :

Boxkey: 0123456789ABCDEF
RSA=DT06 (0D)2DDD979B9527DC353DBF9B64BDAEBF824BE79655D600A07A = a 24 Bytes

Com a ajuda do programa “DT06 Type 0D Expander” vamos saber qual é o “N”

Abrimos o programa “DT06 Type 0D Expander” lado esquerdo (no anexo ) , copiamos os dados do DT 06(0D) e colamos no espaço em branco e de seguida fazemos (clicamos ) em expandir Dt06). Assim vai aparecer os dados que queremos , o nosso “N” que neste caso nos deu “AC06AE0B97C4977340295C6A7D062C6FC49DC6413377833959470A2D087F3E5F617F2482364157392F39 9A403233B1DBA9C2224EDE5A7ED7622E5898A79193C7”. Atenção não carregar em “SWAP” pois inverte o nosso “N”

Nossos dados :
Bk = 0123456789ABCDEF
DT06 “N” = AC06AE0B97C4977340295C6A7D062C6FC49DC6413377833959470A2D087F3E5F617F2482364157392F399 A403233B1DBA9C2224EDE5A7ED7622E5898A79193C7

2) Pronto já temos todos os dados necessários agora como introduzo estes dados no receptor?
R: Aqui há duas possibilidades, com o telecomando através dos menus ou usando o PC ligado ao receptor pela porta COM.

Importante: Para dar continuidade a isto têm de ter o card metido com o chip para cima no deco.
Caso não tenham o card não conseguem meter os dados que precisam

2.1) Com o Telecomando ir a Menu -> Instalação -> Informação do Cartão -> CARD DATA
Em Box key coloquem a vossa Boxkey e em RSA coloquem o DT06 expandido divido em 8 partes, 1 parte em cada linha por ordem, neste caso seria assim: cada linha terá 8 bytes

AC 06 AE 0B 97 C4 97 73
40 29 5C 6A 7D 06 2C 6F
C4 9D C6 41 33 77 83 39
59 47 0A 2D 08 7F 99 45
0F 68 AF 60 3A 02 44 C7
81 35 BE D7 7A 49 47 14
AA 6E F2 7E 56 9C 55 E5
35 BF 3B A3 A0 41 D5 C7

2.2) Usando a Ferramenta RSA_BoxKeyEdit:
Antes de mais convêm explicar a estrutura deste software.
Do lado esquerdo temos:
• Connect Serial Port serve para seleccionarmos (activar) a porta Com que desejamos utilizar. Antes de enviar ou receber o que quer que seja do receptor temos que carregar em “Connect”.

• LOAD/SAVE DATA: Usado para enviar/receber os dados BK e RSA que estão neste momento no AZBOX S710:
– Load to PC: Transfere BK e RSA do receptor para o PC esses dados aparecerão no nosso computador no campo DATA que estiver seleccionado (DATA 1; DATA 2; DATA 3 ou DATA 4).

– Save to STB: Transfere BK e RSA do PC para o receptor, os dados transferidos serão aqueles que estejam seleccionados no campo DATA (DATA 1; DATA 2; DATA 3 ou DATA 4). Se por exemplo colocamos os nossos dados BK e DT06 Expandido em DATA 1 teremos que seleccionar DATA 1 e Save to STB para enviar estes dados. (Neste momento só está disponível a Data 1)

• FILE: Usado para gravar, abrir um ficheiro com dados BK’s e DT06 Expandidos.
– LOAD FROM FILE: Serve para carregar um ficheiro com dados BoxKey e RSA previamente gravados.
– SAVE TO FILE: Serve para gravar um ficheiro com dados BoxKey e RSA num ficheiro para usarmos mais tarde.
• Message: Aparece informação sobre o estado de envio/recepção de dados e se a porta com esta ligada.

Do lado direito podemos colocar até quatro combinações de BoxKey e DT06 Expandido, isto é especialmente útil para aquelas pessoas que tem ais que um cartão e possam trocar de cartão sem ter que reintroduzir os dados. Contudo se só tivermos um cartão basta colocar uma combinação e enviar ao receptor.

FUNCIONAMENTO DO BLOCKER

O Azbox vem com Blockers, para protecção ao card:

Active Blocker: Apenas deixa passar determinando tipo de EMM’s, destinada a actualizar chaves e a bloquear as EMM’s “maldosas”.

EMM-G: No Caso deste parâmetro estar em OFF, significa que o blocker bloqueará todas as EMM’s destinadas a TODOS os cartões do Operador.

EMM-U: No Caso deste parâmetro estar em OFF, significa que o blocker bloqueará todas as EMM’s destinadas ao cartão em causa e só a esse.

EMM-S: No Caso deste parâmetro estar em OFF, significa que o blocker bloqueará todas as EMM’s destinadas ao GRUPO de cartões a que o cartão em causa pertence.

Para activar as famosas devem por as EMM-S em ON , nem que seja temporáriamente

http://www.4shared.com/file/2097541
http://www.4shared.com/file/209754406/d … erres.html

Card Sharing firm compativel com S800

março 1, 2010

download http://www.megaupload.com/?d=R5UZWLFT

PORQUE O CARD SHARING PODE DAR CADEIA? STATUS ON

fevereiro 27, 2010
Entendendo como Funciona!
O Cardsharing é uma clonagem de cartão e distribuição dos dados do cartão por Internet (Protocolo IP), o Servidor de CS tem uma porta especifica disponível aberta para aceitar conexão de clientes (receptores), por sua vez seu receptor tem que ter conexão a internet via wireless (caso do Azbox HD Premium) e cabo de rede (Caso do Azbox elite).

Para funcionar, o cliente deve manter seu receptor 24hs conectado a internet para receber os dados do cartão clonado que são enviados pelo servidor. resumindo, se acabar a internet acaba o sinal.

Como posso ser descoberto?
Digamos que a PF se torne um “cliente” deste servidor de CS, e pegue todas as informações IP, Porta e etc… com o IP se rastreia a localização do mesmo, estando no brasil ou fora, a PF pega os dados do ip e chegam até o endereço do servidor com informações sigilosas passadas pelo provedor de acesso onde o servidor está instalado.

Com um mandato judicial apreendem o servidor e podem analizar os logs de acesso do mesmo, ou entao deixam o mesmo funcionando sem que os clientes saibam que está granpeado, e vão armazenando os ips dos clientes.

Com a lista de ips dos clientes nas mãos fazem o mesmo, chegam ao provedor e com os dados passados pelo provedor chegam ao seu endereço.

Qual o Crime?
Não sou jurista, mas segundo o site jusnavigandi os crimes que ocorrem são de Furto qualificado, Formação de quadrilha, e sei la mais em que.
para maiores detalhes vejam http://jus2.uol.com.br/doutrina/texto.asp?id=7124

Mas o servidor de CS está em outro pais, estou seguro?
Não, mesmo estando em outro pais, o crime esta ocorrendo no brasil, então vc seja julgado pelas leis brasileiras.

O QUE É CARDSHARING STATUS ON

fevereiro 27, 2010

O que é cardsharing afinal?

O cardsharing é conhecido por muitos adeptos do mundo satélite como uma solução para se ter acesso a certos tipos de canais. Há alguns poucos anos, o cardsharing começou a ser conhecido e utilizado pelos italianos, ingleses e nórdicos, com o objetivo de compartilhar as flores de alguns sistemas, a exemplo do NDS SKY.

Os sistemas de encriptação como o Conax, que era totalmente impossível de desencriptar devido às suas barreiras de segurança, hoje se consegue extrair suas flores, através de emulação, utilizando sistemas de cardsharing.

Um usuário brasileiro pode trocar um card virtualmente com um inglês, por exemplo, e assim ter acesso ao NDS, ficando o inglês com acesso aos canais compartilhados e podendo, ainda, recompartilhá-los com os seus amigos.

Assim, o cardsharing é cada vez mais conhecido, podendo um só emulador (“cam”) suportar todas os cards e assim, sem necessitar mudar configurações ou emuladores pode acessar inúmeros canais.

Mesmo com as medidas de segurança adotadas pelos provedores, para tentar inibir o uso do cardsharing, seu uso vem crescendo na Europa e em outros países pelo mundo.

Como funciona?

CardSharing consiste na partilha de um ou vários cartões de decodificação através da Internet. Funciona através da conexão de dois ou mais receptores. Num dos receptores é colocado um cartão decodificador de um determinado operador, o primeiro equipamento funciona como receptor/servidor: lê os dados do cartão decodificador e passa-os para outro (ou outros receptores), fazendo com que este funcione como se tivesse também um cartão original. Ou seja, na prática, permite que um só cartão de assinante “abra” o sinal nos outros receptores que estejam permanentemente conectados através da Internet ao receptor/servidor que tem o cartão. Os receptores podem estar conectados na mesma casa ou mesmo em estados ou países diferentes.

cardsharing5.jpg


Não sabemos até que ponto esta prática é legal ou ilegal. Chamamos a atenção para o fato de a maioria das operadoras fornecer já um segundo e terceiro receptor para o mesmo domicílio, sem assinaturas adicionais.

Entretanto, nem todos os receptores funcionam em cardsharing. Ao contrario, são bem poucos os que conseguem funcionar neste sistema, pois a condição principal é terem ligação à Internet. Os mais conhecidos são os famosos Dreambox que funcionam em Linux. Providos de um firmware especifico, um emulador e com as devidas configurações são capazes de interagir entre si.

cardsharing0.gif

Contrariamente ao que muitos possam pensar, não se trata de um sistema em que são partilhadas as imagens ou o sinal de satélite ou cabo, mas apenas os dados de decodificação do cartão.

Para evitar más interpretações salientamos que as marcas dos equipamentos indicados são receptores FTA completamente normais e legais e só funcionam em Cardsharing quando alterado o firmware original.